Postado em 19 de Agosto de 2015 às 16h32

De Nova Mutum para a primeira de Mahler na Sala São Paulo

Orquestra Nova Mutum - MT Em 2002, logo depois de voltar da Holanda, onde passei alguns anos estudando regência, visitei a cidade Nova Mutum, no interior de Mato Grosso, acompanhado do amigo Frederico Ribeiro. A ideia era a...

Em 2002, logo depois de voltar da Holanda, onde passei alguns anos estudando regência, visitei a cidade Nova Mutum, no interior de Mato Grosso, acompanhado do amigo Frederico Ribeiro. A ideia era a criação de uma escola de música municipal, como sonharam seus avós, ‘Seu’ Aparecido Ribeiro e Dona Hilda Strenger Ribeiro, fundadores da cidade. Neste mesmo momento, chegava ali um menino de seis anos chamado Samuel, vindo de Maringá com sua família. Enquanto seu pai trabalhava nas fazendas da região, Samuel sonhava em ser músico. Com poucas opções, Samuel partiu para o violão e começou a aprender os primeiros acordes com amigos e familiares.

Quando finalmente a Escola de Música de Nova Mutum nasceu, em 2009, Samuel correu para o contrabaixo e ali ficou empunhando o instrumento, sozinho, por um ano. Por falta de professor, desistiu e voltou para o violão.

Nesta época, Claudio Torezan, grande contrabaixista da Sinfônica de São Paulo (OSESP), tocava ocasionalmente com a Orquestra do Estado de Mato Grosso. Claudio conheceu Samuel, então com quatorze ou quinze anos, e na sua imensa generosidade, começou a orientar Samuel, chegando a lhe presentear com um arco novinho. Nas idas e vindas de Claudio para Cuiabá, Samuel ‘descia’ de Nova Mutum para ouvi-lo tocar e receber orientações. Esta ligação se solidificou com os anos, pessoalmente ou por Skype, numa cidade ou na outra. Depois, mantive pouco contato com Samuel e não soube mais das novidades de sua trajetória.

Recentemente, a convite do Secretário de Estado de Cultura de São Paulo, Marcelo Araújo, e acompanhado do Secretário de Estado de Cultura do Paraná, João Luiz Fiani, assisti um impressionante concerto da Sinfônica Jovem de SP tocando a primeira sinfonia de Mahler, regida pelo Maestro Claudio Cruz, seu titular. Qual foi minha surpresa ao ver o jovem Samuel Ribeiro Junior no naipe de contrabaixos interpretando uma das peças mais difíceis do repertório, numa das salas de maior prestígio do mundo, integrando uma das melhores orquestras jovens do país. Samuel prestou o concurso para entrar na “Estadualzinha”, como é conhecida, e passou em segundo lugar!

Samuel é o resultado da transformação silenciosa que vem acontecendo em nosso país. A vocação nasceu com ele, mas o caminho seu deu na vida, com uma família que lhe deu direção, um visionário que tinha um sonho (o de fundar uma cidade, e nela uma escola de música), e pessoas de bem, comprometidas com o desenvolvimento humano do país. Mas a história de Samuel seria outra se não fosse a generosidade e a grandeza de um homem: seu professor.

Frederico, meu amigo, sonho realizado! Samuel e Cláudio grande orgulho para mim estar com vocês neste dia. Vamos em frente que ainda temos muito por fazer!

 

Leandro Carvalho - Maestro e Secretário de Cultura de Mato Grosso

Veja também

Renato Teixeira e Orquestra de Mato Grosso se apresentam sábado em Nova Mutum22/04/15 No próximo sábado, 25, Nova Mutum será palco de um grande show cultural com a apresentação da Orquestra do Estado de Mato Grosso e o cantor sertanejo Renato Teixeira, e ainda a participação especial de Chico Teixeira e Nathan Marques. O evento que será realizado as 20h, em frente a Prefeitura Municipal faz parte dos Concertos Populares, ação......
'Concerto Natalino'04/12/15

Voltar para Blog